↑ Why Do People Hate Hipsters?

O penteado ou o tipo do cabelo é a forma de cortar-se ou arrumar o cabelo. Os seres humanos de algumas culturas, cortam o cabelo, em vez de deixá-lo crescer naturalmente. Os estilos do cabelo são usados freqüentemente como marca de identidade cultural, social ou étnica e podem raciocinar o status social e a individualidade.

Os homens e as mulheres têm, naturalmente, o mesmo cabelo, o que a queratina é o principal componente. A queratina é uma proteína construída por uma longa cadeia de aminoácidos. Geralmente, os estilos de cabelo correspondem a influências culturais atribuídas ao homem e à mulher.

As tendências da moda assim como são capazes de ter uma grande intervenção sobre a pessoa. Os arranjos do cabelo, essencialmente os das mulheres, algumas vezes, acrescentam o uso de itens por exemplo clipes, grampos, fivelas, presilhas, com apliques, pinos elásticos, tiaras, tachas, travessas, coleteros, fitas, faixas, pinças, hairbands, extensões capilares. O emprego de cabelos longos remonta aos primeiros tempos da antiguidade.

Os profetas de Israel jamais se cortavam seus cabelos, nem a tua barba. Na Pré-história, fonte inesgotável de mitos e lendas, o cabelo era visto como um poderoso elemento mágico ou cerimonial. A importancia mágico-religiosa do cabelo propiciou que de imediato em tempos remotos teu cuidado tivesse uma credibilidade considerável em muitas de tuas sociedades.

É possível que a primeira ferramenta utilizada pelo homem pra cortar o cabelo fossem as lascas extremamente afiadas de pedra de sílex. O corte de cabelo se devia, sem dúvida, a questões práticas ou cerimoniais e nada tinha que ver de perto com os motivos unicamente estéticas de épocas posteriores. O deus Apolo media ordinariamente seus cabelos com uma faixa ou com um ramo de louro. Na sua estátua de Belvedere se vê representado com os seus cabelos atirados para trás e colgándole com negligência em redor do pescoço. Uma porção de cabelo em sua região superior do crânio está entrelaçado entre si com um nó. Os deuses Marte e Mercúrio estão apresentados com os cabelos cacheados e curtos.

  1. A 13174:2001 – Proteção catódica das instalações portuárias
  2. 1979 – 1997[editar]
  3. Foi dificultoso o treino pras cenas de disputa em EFDC
  4. Gerar uma página web de âmbito ambiente
  5. 20 J. Rose. Sexuality in the Field of Vision. Londres, Verso, 1989

a deusa Vênus é representada quase a todo o momento com seus cabelos enrolada por trás da cabeça e sustentados com um diadema, ou vendados com um nó feito com os seus próprios cabelos pela parcela superior de teu crânio. Este último jeito se pode apreciar a Vênus de Médici. A deusa Diana e Juno, se representam com o cabelo recolhido por uma tiara. Os cabelos do deus Vulcano e os do herói Hércules se representam curtos e ondulados.

Ao deus Plutão é representado com os cabelos espessos e caídos a respeito da testa. Os do deus Júpiter lhes representam ondulantes e majestosamente alçados sobre a testa, que deixam descoberta. Os de Netuno são representados como agitado por ondas, como deus dos mares que era. Ao ser mitológico da Medusa é representada com serpentes ao invés cabelos no crânio, o mesmo que as Fúrias.