Carlos I E Os Reis Católicos

Os reis chegam ao trono de Castela, depois da Guerra de Sucessão de Castela (1475-1479) contra os partidários da princesa Joana, apelidada de “la Beltraneja”, filha do rei Henrique IV de Castela. Em 1479 Fernando herdou o trono de Aragão, com a morte do seu pai, o rei João II de Aragão.

A historiografia espanhola, que considera o reinado dos Reis Católicos como a transição da Idade Média pra Idade Moderna. Os Reis estabeleceram uma política externa comum marcada por alianças matrimoniais com algumas famílias reais da Europa, das quais se destaca a moradia austríaca de Habsburgo.

O Fernando em 1516, o seu neto Carlos I tomou posse do trono. Por outro lado, a colonização da América a começar por 1492, modificou profundamente a história mundial. Como eram primos de segundo grau, pra que o seu casamento fosse reconhecido na Igreja precisavam de uma dispensa do papa, que seus defensores solicitaram de forma insistente Paulo II.

  • Ele é um erótico (1978)
  • 12 Chuck Norris, publicidade e promoções
  • 1 Adaptações e literatura
  • Outra vez nos vemos. – O que lhe fizeste

Como essa de se recusou a fornecer estes fatos, utilizaram uma bula falsa. Seu casamento aconteceu por causas políticas, todavia, mais tarde, se apaixonaram, como sucedeu-lhe o teu filho Carlos I, mais tarde. A voz do cantor casal manteve Isabel até a tua morte. A batalha foi um conflito internacional, pelo motivo de Isabel era casada com Fernando, herdeiro da Coroa de Aragão, enquanto que Joana se casou com seu tio, o rei Afonso V de Portugal.

Por tua parcela, a França interveio no confronto, apoiando a Portugal pra evitar que Aragão, seu rival pela Itália, se unisse a Castela. Em quinze de janeiro de 1475 os príncipes Fernando II de Aragão e Isabel I de Castela, lembraram-se de que teriam os mesmos poderes no futuro governo dos seus reinos, em um documento denominado a Concórdia de Segóvia.

Este sistema esteve em vigência durante longo tempo, contudo à capacidade que a rainha Isabel envelhecia, foi deixando cada vez mais competências de governo nas mãos de Fernando. Para 1500, a prática plenitude do poder estava nas mãos de Fernando e seus conselheiros aragoneses. Dado que a união da Coroa de Castela e de Aragão era somente dinástica, as organizações dos reinos que elaboraravam, mais o Reino de Navarra desde a tua anexação, mantiveram suas organizações e leis próprias.

A principal instituição do governo foi o Conselho Real, que foi remodelado nas Cortes de Toledo de 1480, convertendo-o mais estruturado e dividindo-o em partes. Os reis delegaron outras decisões dele e logo foi elaborado um Conselho de Aragão e de um Conselho de Comandos.