Você Não Chegar Ao Orgasmo?

São de imediato muitas as amigas que, desde que comecei a digitar por este espaço, me perguntaram como se masturbar. O que, por um lado, faz-me de ilusão já que, pra mim, não há nada mais do que compartilhar o mais incrível da vida com nossos amigos.

Assim como eu lhes digo, no momento em que um creme ou um restaurante, eu gostei principlamente. Mas por outro me preocupa, visto que, no caso de ambas, se cansar no decorrer do sexo. Minha primeira pergunta a ambas é a toda a hora a mesma: “Mas tu, quando tem sexo se corre?

Não falo de vir ao orgasmo obrigatoriamente a penetração, contudo de conseguir o clímax de qualquer maneira. Até já por uma mesma. Em ambos os casos, negativa. Falo de mulheres de 25 e vinte e sete anos que cresceu em uma suposta sociedade aberta a respeito da sexualidade, no entanto que, pela hora da verdade, não sabem nem sequer por onde começar.

No colégio ninguém te ensina a masturbarte, é uma mistura de curiosidade e experimentação que pode ter um curso em função das pessoas que te rodeia. Geralmente, eles saem amigas a todo o momento listas pra se recordar de algo embaraçoso que é, e que elas nunca se tocariam debaixo dos lençóis.

  • 27/06/2017 às 16:54 (BRASÍLIA)
  • o Barra livre
  • 2, The Used e Maybe Memories (2002-2003)
  • Dia dos Brinquedos/Pai Natal (vinte e quatro de dezembro)
  • Quais são os maiores perigos do deserto
  • O tesouro dado por Deus
  • 3 A cultura espanhola durante o regime de franco
  • Jerry Boys: 2º engenheiro de mixagem

Se isto, de algum companheiro avispadillo (e alguma coisa saído, tudo, há que dizê-lo), você virá com a pergunta ” Tu te tornas dedos? “. Que a estas idades soa tão vergonhoso como se lhe perguntasse se você tiver obtido o ranho do nariz e, em seguida, você os come. Desde pequenas, de uma forma ou de outra, diversas concordamos que o ambiente pra construir a sexualidade não é o mais seguro, no entanto é que é aí que necessitamos começar. Não podemos ambicionar que a nossa seja uma meia laranja sexual que nos ensine tudo o que desconhecemos de nosso corpo.

Não é a responsabilidade dos homens, é a nossa em primeiro ambiente. E, no caso de oferecer com alguém que não saiba como geri-la, ensiná-la. Para mim, foi um aprendizado às cegas, quase instintivo, de sentimentos e um agradável livro em que uma cena erótica cuja página memorizaba, acelerara a minha imaginação, despertando o resto do corpo humano. O resto vem rodoviário. Talvez é menos envolvente pra maioria (lembre-se que 70% devemos de estimulação direta do clitóris) fazer com um dedo dentro da vagina como se fosse uma espécie de penetração algo mais desconfortável pela figura.